Notícias
Cultivo de Peixes
22 de Dezembro de 2021 Aquaculture Brasil
Piscicultura Marinha com Garoupas no Ceará

 

Desde 2019 a Secretaria do Desenvolvimento Agrário - SDA, através da Coordenadoria de Desenvolvimento da Pesca e Aquicultura Familiar – COPEA, e a Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico - FUNCAP, através do Programa Cientista Chefe, vêm desenvolvendo ações para o desenvolvimento da piscicultura marinha cearense.

Em uma primeira etapa foram elaborados dois projetos (Projeto de Laboratório de Produção Alevinos de Peixes Marinhos do Estado do Ceará e Projeto de Cultivo de Peixe Marinho em Viveiros Escavados, contemplando os aspectos técnicos e econômicos) e atualmente uma segunda etapa foi iniciada com a execução do “Projeto Garoupa CE”.

Com equipe composta pelo Dr. Felipe Matias, coordenador do projeto, Dra. Viviana Lisboa e o M.Sc Marcelo Torres (Xéu), o Projeto Garoupa CE tem como objetivo geral o acompanhamento biológico, técnico operacional e econômico da engorda da Garoupa Epinephelus marginatus em diferentes sistemas de cultivo com o propósito de contribuir com a diversificação da matriz produtiva da aquicultura no Ceará, geração de emprego, renda e produção de alimento de qualidade.

 

Figura 1. Equipe Projeto Garoupa CE (da esquerda para direita) Felipe Matias, Marcelo Torres, Viviana Lisboa e Beto Lemos (empresário parceiro do projeto).

 

 

Nessa segunda etapa o projeto também soma a participação da Secretaria do Desenvolvimento Econômico e do Trabalho – SEDET, através da Coordenação de Pesca e Aquicultura, a parceria do empresário Beto Lemos e da Prime Seafood Ltda., através da Fazenda Marinha Prime Seafood, sendo esta responsável pela doação dos 150 juvenis de garoupa verdadeira (Epinephelus marginatus); além do apoio da empresa IAqua (antiga Escama forte).

Figura 2. Parceria entre o Projeto Garoupa CE e Prime Seafood Ltda.

 

O transporte do primeiro lote de garoupa verdadeira (Epinephelus marginatus) para o Ceará (de Alcobaça - BA para Cascavel – CE), composto por 150 juvenis com peso médio de 150g, foi realizado entre os dias 12 e 14 de novembro/21 sob a supervisão da Dra. Viviana Lisboa.  Após a determinação da concentração de oxigênio dissolvido, temperatura, pH, amônia e alcalinidade inicial (T0), os peixes foram distribuídos em quatro transfish de mil litros, ficando três com densidade de estocagem de 6 kg/m3 e um com 4,5 kg/m3.

 

Figura 3. Saída dos peixes da Fazenda Marinha Prime Seafood – Alcobaça - BA.

 

Durante às 40h de viagem foram realizadas 8 paradas para acompanhamento da qualidade de água e do comportamento dos peixes. Durante todo o transporte e na chegada ao local de destino a qualidade de água se manteve dentro dos níveis seguros para espécie e os peixes expressaram um comportamento tranquilo (ausência de frenesi e nado alvoroçado).

 

Figura 4. Acompanhamento da qualidade de água e comportamento dos peixes durante o transporte.

 

Os peixes chegaram ao destino, propriedade do empresário Beto Lemos- Cascavel – Ceará, na madrugada (1h) do dia 14 de dezembro, onde foram submetidos a aclimatação até às 5h da manhã.

 

Figura 5. Chegada e aclimatação dos peixes em Cascavel – CE.

 

Com 100% de sobrevivência, o transporte do primeiro lote de garoupas Epinephelus marginatus para o Ceará, e sua aclimatação inicial, foi efetivado com êxito e atualmente está em andamento o acompanhamento da adaptação da espécie as condições climáticas do Nordeste e ao seu confinamento em gaiola inserida a um tanque suspenso em sistema fechado com recirculação de água.

 

Figura 6. Sistema de gaiola inserida em tanque suspenso com recirculação de água.

 

Baseado no desempenho inicial favorável, a equipe e parceiros do Projeto Garoupa CE estão empolgados e otimistas com a perspectiva da viabilidade de engorda da garoupa Epinephelus marginatus no nordeste brasileiro e contribuir com a propagação de inovações tecnológicas que proporcionem a expansão do setor aquícola cearense e do atual cenário favorável ao almejado desenvolvimento da piscicultura marinha brasileira.

 

 

Veja também: 

Produção de Garoupas no Brasil: realidade e perspectivas

Redemar inicia comercialização inédita de Garoupas da aquicultura

 

Categorias
Charges
Capa quando o cão pastor é de um produtor de peixes
quando o cão pastor é de um produtor de peixes
Charge Edição nº 22 Publicado em 28/07/2021
Informativo

Assine nosso informativo para receber promoções, notícias e novidades por e-mail.

+55 (48) 9 9646-7200

contato@aquaculturebrasil.com

Av. Senador Gallotti, 329 - Mar Grosso
Laguna - SC, 88790-000

AQUACULTURE BRASIL LTDA ME
CNPJ 24.377.435/0001­18

Top

Preencha todos os campos obrigatórios.

No momento não conseguimos enviar seu e-mail, você pode mandar mensagem diretamente para contato@aquaculturebrasil.com.

Contato enviado com sucesso, em breve retornamos.

Preencha todos os campos obrigatórios.

Preencha todos os campos obrigatórios.

Você será redirecionado em alguns segundos!