Notícias
Cultivo de Peixes
23 de Novembro de 2021 Bianca Kesselring Vieira Machado
Conheça os riscos das micotoxinas no cultivo de peixes

A vulnerabilidade das espécies aquáticas às micotoxinas é conhecida desde os anos 60. Desde então, as dietas mudaram significativamente com a maior inclusão de fontes vegetais para suprir a exigência proteica e energética de crescimento, manutenção e reprodução, substituindo assim altas inclusões de farinhas de origem animal. Sendo assim, há um aumento no risco de contaminação por micotoxinas. 

Alguns animais aquáticos são mais suscetíveis a micotoxicoses do que outros, sendo o camarão e peixes de hábito alimentar carnívoro, os mais sensíveis aos efeitos das toxinas produzidas pelos fungos. 

 

 

Principais micotoxinas produzidas por bolores Aspergillus:

Aflatoxina:

Lotes de farelo de algodão contaminados por aflatoxina foram identificados como o agente causador de desempenho prejudicado e da alta mortalidade em fazendas de trutas nos EUA. Entretanto, o metabolismo da aflatoxina parece diferir entre diferentes espécies de peixes, o que significa que algumas são mais suscetíveis à intoxicação do que outras.

Aqui no Brasil, em um estudo conduzido com jundiás, a aflatoxina, além de piorar o ganho de peso e conversão alimentar, afetou negativamente o valor de eritrócitos no sangue, parâmetro relacionado à atividade imunológica dos animais.

Sinais de aflatoxicose nos peixes incluem:

  • Baixo crescimentos e eficiência
  • Anormalidades nos rins
  • Anemia
  • Danos no fígado
  • Supressão imunológica

Ocratoxina:

Redução no crescimento, lesões nos rins e no fígado, baixa eficiência da ração e altas mortalidades foram relatadas em várias espécies aquáticas, quando expostas à ração contaminada por ocratoxina.

Principais micotoxinas produzidas por bolores Fusarium:

Fumonisina:

Os efeitos tóxicos das fumonisinas (derivadas do milho) foram estudados em catfish, que podem tolerar até 20 ppm em ração comercial sem qualquer perda de desempenho. Porém, a contaminação próxima desse nível comprovou causar alterações imunológicas. As fumonisinas também demonstraram causar danos nos vasos sanguíneos, fígado, pâncreas, rins, coração e tecido cerebral em carpas. 

 

 

Zearalenona:

A Zearalenona age como análogo de hormônio em animais. Danos reprodutivos foram relatados em carpas ao receberam dietas de milho contaminadas com altos níveis de zearalenona.

Ácido ciclopiazônico

É ainda mais tóxico para catfish do que a aflatoxina. A exposição prolongada causa baixo crescimento, formação de grânulos de proteína no epitélio dos rins e necrose das glândulas gástricas.

Os sintomas podem ser muitos e variados, mas o resultado comum em todos os casos será a queda no desempenho e a perda do lucro.

O controle eficiente das micotoxinas se trata de enxergar todo o desafio, desde a fazenda até a fábrica de ração, desde a avaliação de riscos até o controle da ração. A equipe de Gestão de Micotoxinas da Alltech oferece uma variedade de soluções para ajudar você a reduzir a ameaça que sua propriedadepode enfrentar com as micotoxinas de campo ou de armazenagem.

 

 

A empresa alltech possui um programa de controle de pontos críticos (PACPC), desenvolvido para identificar os riscos de contaminação por fungos e micotoxinas em uma determinada fábrica de ração, e criar um plano para minimizar os riscos para os animais. A redução do risco das micotoxinas melhora a rentabilidade e os sistemas de produção em uma fábrica. 

Sua metodologia sistemática de identificação, avaliação e controle de qualidade dos alimentos é baseado nos seguintes princípios: 

  1. Análise de risco
  2. Determinar os pontos críticos de controle (PCC)
  3. Estabelecer os limites críticos
  4. Estabelecer procedimentos de monitoramento
  5. Estabelecer ações corretivas
  6. Estabelecer procedimentos de verificação
  7. Estabelecer procedimentos para registro das informações

Fonte: ALLTECH

 

Veja também: 

Proteína hidrolisada de frango na alimentação de larvas e alevinos de tilápia

Nanopartículas na aquicultura 

Categorias
Charges
Capa quando o cão pastor é de um produtor de peixes
quando o cão pastor é de um produtor de peixes
Charge Edição nº 22 Publicado em 28/07/2021
Informativo

Assine nosso informativo para receber promoções, notícias e novidades por e-mail.

+55 (48) 9 9646-7200

contato@aquaculturebrasil.com

Av. Senador Gallotti, 329 - Mar Grosso
Laguna - SC, 88790-000

AQUACULTURE BRASIL LTDA ME
CNPJ 24.377.435/0001­18

Top

Preencha todos os campos obrigatórios.

No momento não conseguimos enviar seu e-mail, você pode mandar mensagem diretamente para contato@aquaculturebrasil.com.

Contato enviado com sucesso, em breve retornamos.

Preencha todos os campos obrigatórios.

Preencha todos os campos obrigatórios.

Você será redirecionado em alguns segundos!