Colunas
Atualidades e Tendências da Aquicultura
02 de Janeiro de 2017 Fábio Rosa Sussel
Novos Números da Produção de Peixes no Brasil

Ao que tudo indica, finalmente teremos um levantamento da produção brasileira de peixes confiável e atualizada. A Associação Brasileira da Piscicultura (PEIXE BR) comprometeu-se com o setor produtivo em divulgar anualmente os números da produção de peixes referente ao ano anterior. E sobre a produção do ano passado (2016), a entidade realizou evento específico para a imprensa no dia 07 de Fevereiro de 2017 no hotel Golden Tower São Paulo.

Em 2016, a Piscicultura brasileira produziu 640 mil toneladas. Deve-se ressaltar que esta quantia é somente de peixe de criação, não englobando, portanto, a pesca extrativa, bem como a produção de camarões, ostras, mexilhões, algas e demais organismos aquáticos.

 

 

Destaca-se que o ordenamento de políticas públicas para qualquer setor e, principalmente, a disponibilização de crédito e linhas de financiamento, demandam estudos sérios que revelem a dimensão do setor. E a Peixe BR reúne estrutura, competência e conhecimento da atividade aquícola brasileira para tal propósito.

Os estados do Paraná, Rondônia e São Paulo, em ordem de volume de produzido, puxaram o crescimento da Piscicultura Brasileira.

O estado do Paraná destacou-se devido à iniciativa de produtores independentes e, especialmente, das cooperativas e seus produtores integrados, os quais investiram na produção intensiva de tilápias em viveiros escavados. Em Rondônia, destaque para os grandes projetos de produção de peixes nativos em viveiros escavados, especialmente o tambaqui. Peixe este que já é possível, inclusive, encontrar nos supermercados da região Sudeste.

No caso de São Paulo, a produção, especialmente de tilápias nos sistema de tanques rede, cresceu em função da expansão dos atuais projetos existentes. A partir da publicação do novo decreto estadual que regulamenta o licenciamento ambiental, que ocorreu no final do ano passado, a expectativa é que produção paulista de peixes cresça ainda mais.

Apesar da queda de produção de tilápias no Nordeste do Brasil, especialmente devido aos baixos níveis dos açudes de Castanhão e Orós, a espécie continua sendo a mais produzida, respondendo por aproximadamente 50% do total. Porém, não será surpresa alguma se este quadro se reverter nos próximos anos, já que as espécies nativas estão vindo com tudo. Ainda que a produção de tilápias continue em ritmo acelerado.

Para este levantamento estatístico, a PEIXE BR consultou os representantes estaduais da entidade, bem como ainda fez o cruzamento de informações entre o volume de ração comercializado e a venda de alevinos. Em estados onde há frigoríficos de peixe em atividade, também se levou em consideração os volumes abatidos. Nota-se nos números que alguns estados apresentaram valores negativos em relação a levantamentos anteriores. Isto demonstra a seriedade com que o trabalho foi feito.

O fundamental é que seja mantido um formato padronizado de colheita de informações, de modo que anualmente seja possível realizar comparações referentes ao desenvolvimento da atividade.

PEIXE BR se comprometeu a dar sequência neste tipo de levantamento e manter constante a publicação anual destas informações, de modo que este anuário venha a se consolidar como o veículo oficial sobre os números da piscicultura brasileira. Maiores informações e a aquisição do Anuário 2016 podem ser obtidas no site da entidade: peixebr.com.br

 

Faça o download e confira o texto completo com todas as ilustrações. Clique aqui

 

 

Anterior
Próxima
Colunista
Capa do colunista Fábio Rosa Sussel
Fábio Rosa Sussel

Fábio Sussel é Zootecnista formado pela Universidade Estadual de Maringá, possui mestrado em nutrição de peixes pela UNESP de Botucatu e doutorado, também em nutrição de peixes, pela USP de Pirassununga. Pesquisador Científico em Aquicultura do Instituto de Pesca de São Paulo (em licença temporária). Especialista em proteína aquática, com ênfase na produção comercial de lambari e produção de camarão marinho em água salinizada. Idealizador e primeiro apresentador do programa AquaNegócios da Fish TV. Apresentador do Canal #VaiAqua do Youtube.

Categorias
Charges
Capa Aeradores Possuídos
Aeradores Possuídos
Charge Edição nº 11 Publicado em 01/04/2018
Informativo

Assine nosso informativo para receber promoções, notícias e novidades por e-mail.

+55 (48) 9 9646-7200

contato@aquaculturebrasil.com

Av. Senador Gallotti, 329 - Mar Grosso
Laguna - SC, 88790-000

AQUACULTURE BRASIL LTDA ME
CNPJ 24.377.435/0001­18

Top

Preencha todos os campos obrigatórios.

No momento não conseguimos enviar seu e-mail, você pode mandar mensagem diretamente para contato@aquaculturebrasil.com.

Contato enviado com sucesso, em breve retornamos.

Preencha todos os campos obrigatórios.

Preencha todos os campos obrigatórios.

Você será redirecionado em alguns segundos!