Colunas
Aquicultura Latino-Americana
01 de Dezembro de 2017 Rodolfo Luís Petersen
FENACAM: mais que uma Feira!

 

 

Não existem dúvidas que a FENACAM é umas das princi- pais feiras de negócios aquícolas da América Latina. As principais empresas do mundo inseridas no mercado brasileiro, ou querendo entrar, vêm apresentar seus produtos e serviços. Renomados conferencistas nacionais e internacionais financiados pelas empresas. A maioria das apresentações são comerciais, porém, longe de tirá-las o mérito. Do meu ponto de vista, a parte acadêmica de apresentações orais e de pôster não são muito relevantes. Como reunião científica, no Brasil, o AQUACIÊNCIA é o evento principal. Nos anos em que a FENACAM fez parte da agenda da Sociedade Mundial de Aquicultura (WAS), como a histórica edição da conferência anual em Salvador, ou nos capítulos Latino-americanos, a parte científica torna-se mais importante. A seção gastronômica lamentavelmente é praticamente inexistente. Eu retiraria como parte das programações do evento.

Das 14 edições devo ter ido a 12. No início os protagonistas eram as fábricas de ração, hoje é a biotecnologia genômica e os manejos intensivos de berçários, juvenis e engorda. A primeira totalmente futurística e a segunda já sendo aplicada com resultados promissores, principalmente pelo fantasma da mancha branca para o povoamento final de uma larva mais robusta.

 

 

 

 

Outro tema coadjuvante e apavorante foi o de doenças emergentes, principalmente o EMS- AHPND. Achei esquisito o pessoal não comentar nada nos corredores sobre a chegada do EMS- AHPND nas larviculturas equatorianas. Outro dos fatores interessantes que vieram a enriquecer a FENACAM foi a incorporação de temas de piscicul- tura em suas edições. Isso foi herdado da época do IMNV onde o desespero por al- ternativas colocou a piscicultura na Feira. Destaque para a palestra de Fábio Sussel, nosso correspondente na TV, divulgando e defendendo a aquicultura em todo canto do País. A palestra de Fábio, como ele mesmo diz, não foi motivacional mas foi contundente e objetiva, motivando a qualquer um com um pouco de conhecimento na plateia. Fábio mandou um recado muito certo ao setor acadêmico: os pesquisadores precisam de FOCO. Não é possível que numa mesma universidade tenhamos pesquisadores trabalhando em 4 a 5 espécies diferentes. Além disso, mandou outro recado contundente: temos que pesquisar os peixes realmente de destaque na aquicultura brasileira atual: tilápia e peixes redondos.

Voltando ao camarão, palestra magistral do Dr. Daniel Lanza (UFRN), pontuando claramente as consequências de uma possível abertura do mercado para o camarão de fora com relação aos riscos de entrada de novos patógenos. Bela justificativa para ABCC defender a manutenção do fechamento das importações em Brasília! Ninguém reclamou da Fenacam2017 ter sido ruim de negócios. Esperamos que o novo governo e o sindicato de restaurantes não tenham suficiente força para abrir o mercado, despencando o preço salvador na era WSV. Se isso acontecer, a FENACAM 2018 estará banhada de lágrimas.

 

 

 

 

Faça o download e confira o texto completo com todas as ilustrações. Clique aqui

Anterior
Próxima
Colunista
Capa do colunista Rodolfo Luís Petersen
Rodolfo Luís Petersen

Zoólogo, Mestre em Aquicultura pela Universidade Federal de Santa Catarina e Doutor em Genética e Evolução pela Universidade Federal de São Carlos (SP). Pesquisador e Gerente do Setor de Maturação do Laboratório de Camarões Marinhos (UFSC) desde 1990 até o ano 2001. Em 2003 trabalhou no Departamento de Genética da AQUATEC e desde janeiro de 2004 até dezembro de 2006 foi Gerente de Produção e Diretor Técnico do Laboratório Estaleirinho (Balneário Camboriú/SC). Como professor da UNISUL (Universidade do Sul de Santa Catarina), trabalhou em genética de peixes em parceria com a Piscicultura Panamá (Paulo Lopes/SC), entre 2006 e 2009. Atualmente trabalha como professor e pesquisador no curso de Engenharia de Aquicultura de Centro do Estudo do Mar (CEM/UFPR) e coordena o GECEMar (Laboratório de Biologia Molecular e Melhoramento de Organismos Aquáticos) da Instituição.

Categorias
Charges
Capa quando o cão pastor é de um produtor de peixes
quando o cão pastor é de um produtor de peixes
Charge Edição nº 22 Publicado em 28/07/2021
Informativo

Assine nosso informativo para receber promoções, notícias e novidades por e-mail.

+55 (48) 9 9646-7200

contato@aquaculturebrasil.com

Av. Senador Gallotti, 329 - Mar Grosso
Laguna - SC, 88790-000

AQUACULTURE BRASIL LTDA ME
CNPJ 24.377.435/0001­18

Top

Preencha todos os campos obrigatórios.

No momento não conseguimos enviar seu e-mail, você pode mandar mensagem diretamente para contato@aquaculturebrasil.com.

Contato enviado com sucesso, em breve retornamos.

Preencha todos os campos obrigatórios.

Preencha todos os campos obrigatórios.

Você será redirecionado em alguns segundos!