Colunas
Green Technologies
20 de Maio de 2021 Maurício Emerenciano
Bioflocos e insetos: aprimorando ainda mais a sustentabilidade do sistema

Uma grande vitrine do sistema BFT é sem dúvida seu apelo sustentável. As trocas de água mínimas ou nulas com a opção do reaproveitamento praticamente total deste recurso, além do combate natural contra patógenos e a diminuição nas taxas de conversão alimentar são apenas alguns exemplos. O recente artigo publicado na aclamada revista científica Aquaculture mostra mais uma opção de incrementar a sustentabilidade do sistema: uso de insetos na ração. 

No artigo assinado por pesquisadores da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) e Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), é mostrada a possibilidade de incluir a farinha de inseto na dieta de tilápias cultivadas em sistema de bioflocos, neste caso o tenébrio ou “larva da farinha”, sem afetar o desempenho dos animais. 

Os insetos como o tenébrio são uma importante fonte proteica, mas, segundo o trabalho, estes ingredientes podem conter um desejável perfil de ácidos graxos com níveis importantes de ácido linoleico e EPA conforme os resultados do estudo. Segundos os autores, os insetos podem ser manipuláveis quanto a um perfil mais desejável conforme o substrato oferecido para sua alimentação. Vale lembrar que nas fazendas de produção, os insetos são normalmente alimentados com resíduos e subprodutos, resultando em baixo custo com alimentação além de taxas altíssimas de crescimento. 

 

 

A produção mundial de insetos direcionados a nutrição animal vem crescendo a passos largos. São diversas as espécies como grilos, moscas, tenébrio e até baratas que vem sendo utilizados para alimentar animais terrestres e também aquáticos. Neste sentido, o sistema BFT também vem “surfando esta mesma onda” e as primeiras pesquisas já demonstram viabilidade neste casamento pra lá de sustentável.  No Brasil a produção comercial de insetos ainda é considerada pequena e mais voltada à alimentação de pássaros. Mas em alguns países da Europa, grandes empresas fabricantes de ração já estão de olho nos insetos e aplicando este ingrediente nos seus produtos destinado a aquicultura. Com certeza será apenas questão de tempo para esta tendência se tornar cada vez mais realidade. 

Se interessou pelo tema? Então confira o artigo* na íntegra. Uma ótima leitura e até breve!

*Artigo: Tubin, J.S.B., Paiano, D., Hashimoto, G.S.O., Furtado, W.E., Martins, M.L., Durigon, E., Emerenciano, M.G.C. (2019) Tenerbio molitor meal in diets for Nile tilapia juveniles reared in biofloc system. Aquaculture 519; 734763.

 

Faça o download e confira o texto completo com todas as ilustrações. Clique aqui

Anterior
Próxima
Patrocínio do colunista Maurício Emerenciano
Colunista
Capa do colunista Maurício Emerenciano
Maurício Emerenciano

Maurício Emerenciano é graduado em Zootecnia (UEM), mestre em aquicultura (FURG) e doutor em Ciências pela UNAM (México). Em 2014 foi ganhador da Medalha Alfonso Caso (menção honrosa designada às melhores teses e dissertações dos Programas de Pós-Graduação da UNAM/México). Atua na aquicultura desde 2002 e como pesquisador já realizou cooperação científica em diversos centros de pesquisa como Waddell Mariculture Center (EUA), CSIRO (Austrália) e IFREMER (França). Foi consultor científico em aquicultura para o governo do Chile, do México e Polinésia Francesa (Pôle d’Inovación de Tahiti). Membro do Biofloc Technology Steering Committee (AES), voltado a ações científicas e tecnológicas referentes ao sistema BFT. Possui capítulo de livro referência mundial da tecnologia de bioflocos (Biofloc Technology - The practical guide 3rd edition). Já proferiu mais de 20 cursos e diversas palestras sobre tecnologias “mais verdes” de produção para produtores, indústria e academia no México, Brasil, Chile e Colômbia. Atualmente é professor e pesquisador da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), campus Laguna/SC, onde coordena projetos de pesquisa vinculados ao setor público e privado.

Categorias
Charges
Capa quando o cão pastor é de um produtor de peixes
quando o cão pastor é de um produtor de peixes
Charge Edição nº 22 Publicado em 28/07/2021
Informativo

Assine nosso informativo para receber promoções, notícias e novidades por e-mail.

+55 (48) 9 9646-7200

contato@aquaculturebrasil.com

Av. Senador Gallotti, 329 - Mar Grosso
Laguna - SC, 88790-000

AQUACULTURE BRASIL LTDA ME
CNPJ 24.377.435/0001­18

Top

Preencha todos os campos obrigatórios.

No momento não conseguimos enviar seu e-mail, você pode mandar mensagem diretamente para contato@aquaculturebrasil.com.

Contato enviado com sucesso, em breve retornamos.

Preencha todos os campos obrigatórios.

Preencha todos os campos obrigatórios.

Você será redirecionado em alguns segundos!