Colunas
Visão Aquícola
22 de Abril de 2020 Giovanni Lemos de Mello
A extensão aquícola no Brasil

Extensão. Essa palavra é pouco comum quando entramos na universidade. Na minha época eu não imaginava o que era. Com o tempo, aprendemos que as instituições de ensino superior têm um papel fundamental na sociedade brasileira e não somente na formação de recursos humanos, bem como na Pesquisa e na Extensão. Existe até uma palavra bonita para isso, que é o princípio da “indissociabilidade” do ensino, pesquisa e extensão no âmbito das universidades.

Esta tríade é indissociável uma vez que necessita caminhar junto. A extensão é a ponta final deste processo de construção e repasse de conhecimento e de novas tecnologias. É onde o conhecimento finalmente chega à sociedade. Na aquicultura temos inúmeros exemplos. Aliás, talvez a nossa área seja uma das que mais teve um papel decisivo da extensão rural para o seu desenvolvimento.

 

 

Em Santa Catarina, o trabalho de extensão realizado pela Epagri (Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de SC) dispensa comentários. A extensão rural catarinense foi a principal responsável por manter o Estado durante muitos anos na vanguarda, como líder nacional em termos de produção aquícola. Pessoas de todo o Brasil vinham para Santa Catarina aprender a produzir peixes com os pesquisadores e extensionistas da Epagri, nas décadas de 80 e 90.

Rotineiramente recebemos em nossa redação diversos materiais informativos e iniciativas da CODEVASF – Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba, sempre enviadas pelo Bacharel em Aquicultura Rafson Varela dos Santos. Atualmente, Rafson é Chefe do Escritório de Apoio Técnico da CODEVASF de Parnaíba/PI – 7ª EPA. Entre as principais ações do 7ª EPA está a execução de programas governamentais, mapeamento, capacitação e acompanhamento técnico junto as associações de piscicultores e produtores familiares da região norte do Piauí. Essas ações visam o aumento da produtividade e da renda, e consequente melhoria da qualidade de vida dos produtores dessas comunidades.

Outro grande parceiro da Aquaculture Brasil é o biólogo Luiz Salgado, extensionista da FIPERJ - Fundação Instituto de Pesca do Estado do Rio de Janeiro. De acordo com o site da Instituição, “A FIPERJ tem a missão de promover o desenvolvimento sustentável da aquicultura e pesca fluminense, ao gerar e difundir informações e tecnologias, articulando e consolidando políticas públicas para o setor em benefício da sociedade”.

E sobre o trabalho de extensão do Luiz? Em breve vocês verão a criação intensiva de camarões marinhos no estado do Rio de Janeiro “bombar”. O Luiz está lá, no dia a dia da aquicultura, auxiliando os produtores. E olha que o Governo do Estado queria fechar a FIPERJ há algum tempo...

São os extensionistas que levam as informações mais “fresquinhas” e a inovação para os produtores. Geralmente passam sua vida profissional na estrada, dirigindo carros populares e as vezes sucateados, dos órgãos de extensão estaduais ou prefeituras, igualmente sucateadas. Falta apoio, recursos e estrutura, mas sobra solidariedade.

A compensação vem com o carinho e com o café com que são recebidos pelos aquicultores em sua fazenda ou mesmo em sua residência. Apesar de ser um trabalho pouco conhecido e valorizado pela sociedade, é de incalculável valor.

Esses profissionais, geralmente servidores públicos, assistem a uma parcela da sociedade carente de informações atualizadas e direcionamento. Morando geralmente no interior, em áreas rurais afastadas dos grandes centros, a única visita do dia, em muitos casos, é a do extensionista.

Que tal se valorizássemos mais o trabalho deles? Estou pensando em uma nova coluna para a Revista Aquaculture Brasil, ou quem sabe algum evento online sobre extensão aquícola, uma live no Instagram...

Alguma sugestão? Escreva para a nossa redação!!!

redacao@aquaculturebrasil.com

 

Faça o download e confira o texto completo com todas as ilustrações. Clique aqui

 

Anterior
Próxima
Colunista
Capa do colunista Giovanni Lemos de Mello
Giovanni Lemos de Mello

Graduado na primeira turma do Brasil de Engenharia de Aquicultura, pela Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC (2003), possui Mestrado (2007) e Doutorado (2014) pelo Programa de Pós-Graduação em Aquicultura da UFSC. A partir de 2002 atuou como consultor técnico em diversas fazendas de cultivo de camarão marinho de SC. Em 2006 fundou a empresa AQUACONSULT – Projetos e Serviços em Aquicultura e Meio Ambiente, sendo homenageado pelo Presidente do CREA-SC como a primeira empresa de aquicultura filiada ao órgão, no Estado. Atualmente é Professor Adjunto II do curso de Engenharia de Pesca da Universidade do Estado de Santa Catarina, campus Laguna, secretário de relações internacionais da Peixe BR e editor-chefe da Revista Aquaculture Brasil.

Categorias
Charges
Capa Aeradores Possuídos
Aeradores Possuídos
Charge Edição nº 11 Publicado em 01/04/2018
Informativo

Assine nosso informativo para receber promoções, notícias e novidades por e-mail.

+55 (48) 9 9646-7200

contato@aquaculturebrasil.com

Av. Senador Gallotti, 329 - Mar Grosso
Laguna - SC, 88790-000

AQUACULTURE BRASIL LTDA ME
CNPJ 24.377.435/0001­18

Top

Preencha todos os campos obrigatórios.

No momento não conseguimos enviar seu e-mail, você pode mandar mensagem diretamente para contato@aquaculturebrasil.com.

Contato enviado com sucesso, em breve retornamos.

Preencha todos os campos obrigatórios.

Preencha todos os campos obrigatórios.

Você será redirecionado em alguns segundos!