Principal Santiago Benites de Pádua

Santiago Benites de Pádua

Critérios para seleção de fornecedores de alevinos

Santiago Benites de Pádua 0
0
A principal forma de disseminação e dispersão de doenças entre diferentes pisciculturas é a partir da introdução de animais portadores de patógenos diversos. A ocorrência de perdas relacionadas à mortalidade, ou diminuição do desempenho produtivo decorrentes de infecções crônicas estabelecidas desde as fases iniciais de criação, certamente dependerá dos fatores de riscos e desafios durante […]

Ictiofitiríase

Santiago Benites de Pádua 0
0
A ictiofitiríase, ou doença dos pontos brancos, é uma doença parasitária causada pelo protozoário ciliado Ichthyophthirius multifiliis, popularmente conhecido como “ictio”. Este patógeno é um velho conhecido de aquariofilistas e criadores de espécies de peixes nativos, especialmente de produtores de alevinos. Embora este patógeno não apresente especificidade parasitária, era notável sua maior incidência em espécies como o pintado, jundiá e peixes redondos.

Piscinodiníase

Santiago Benites de Pádua 0
0
A piscinodiníase, também conhecida como doença do veludo, é uma doença parasitária ocasionada pelo dinoflagelado Piscinoodinium pillulare. Este parasito possui ampla distribuição territorial, cuja ocorrência já tem sido registrada nos principais polos de piscicultura de água doce do Brasil, acometendo principalmente os peixes redondos, tais como o tambaqui, tambatinga e tambacu, bem como matrinxã, piauçu, […]

Estreptococoses na Tilapicultura

Santiago Benites de Pádua 0
0
Atualmente as doenças bacterianas são os principais problemas sanitários que afligem a tilapicultura global, causando impactos econômico, social e ambiental com à ocorrência de surtos de mortalidade. Entre os agentes etiológicos, três espécies de estreptococos se destacam, sendo Streptococcus agalactiae, Streptococcus iniae e Streptococcus dysgalactiae os agentes causadores destas enfermidades. No Brasil, temos a ocorrência […]

A biosseguridade é a solução para os desafios sanitários da piscicultura brasileira?

Santiago Benites de Pádua 0
0
Nos últimos anos os conceitos de biossegurança e biosseguridade estão sendo introduzidos na realidade da piscicultura brasileira, porém, ainda de forma discreta e pouco representativa no contexto nacional. A biosseguridade reúne uma série de es-tratégias e ações que em conjunto promovem a interrupção da circulação de patógenos em um sistema de produção animal, prezando pela […]

Neoechinorhynchus buttnerae (Acanthocephala): verminose emergente em peixes redondos

Santiago Benites de Pádua 0
0
A criação de peixes redondos atualmente corresponde por mais de 41% da produção piscícola nacional, conforme os dados apresentados pelo IBGE em 2015. Entre as espécies de importância comercial, o tambaqui (Colossoma macropomum) se destaca em números e eficiência produtiva, correspondendo por 56% da produção nacional de peixes nativos brasileiros e 70,1% entre os peixes […]

Franciselose: o novo desafio sanitário para a tilapicultura brasileira

Santiago Benites de Pádua 0
0
A franciselose é uma doença infecciosa causada pela bactéria Gram-negativa Francisella noatunensis. Esta espécie é dividida em duas subespécies, sendo elas: Fracisella noatunensis subsp. noatunensis que infecta peixes de águas temperadas e Francisella noatunensis subsp. orientalis (sinônimo de Francisella asiatica) que acomete peixes tropicais, como a tilápia do Nilo. Esta bactéria é um agente intracelular […]