Principal Santiago Benites de Pádua

Santiago Benites de Pádua

Mixosporidíase gonadal em matrizes de tilápia

Santiago Benites de Pádua 0
0
As doenças reprodutivas são pouco conhecidas na aquicultura mundial. Diferentes agentes infecciosos e parasitários possuem a capacidade de ocasionar diminuição ou perda da atividade reprodutiva, impactando a produção de ovos e larvas, além de aumentar os custos de produção das formas jovens para as demais etapas do ciclo de criação. Duas principais doenças possuem a […]

Quilodonelose – protozoose de inverno

Santiago Benites de Pádua 0
0
A quilodonelose é uma doença parasitária ocasionada por protozoários ciliados ectoparasitos pertencentes ao gênero Chilodonella. No Brasil, até o momento temos a descrição de Chilodonella hexasticha como principal agente parasitário associado a problemas de surtos de mortalidade em peixes de criação comercial, infestando pele e brânquias dos animais. Tradicionalmente, esta parasitose encontra condições ideais para […]

Franciselose – monitoramento e intervenção

Santiago Benites de Pádua 0
0
A franciselose é uma doença ocasionada pela bactéria Gram-negativa Francisella noatunensis subsp. orientalis, e acomete principalmente a tilápia do Nilo durante o período de queda na temperatura da água, sendo este o principal fator de risco. Em adição, o principal grupo de risco são alevinos e juvenis, embora casos pontuais de infecção em animais adultos (> 500g) tenham sido observados nos últimos […]

Columnariose – estratégias de prevenção

Santiago Benites de Pádua 0
0
Columnariose é uma doença bacteriana causada principalmente pelo bastonete Gram negativo Flavobacterium columnare. Esta bactéria está presente na microbiota de viveiros de criação, bem como na superfície corporal dos animais saudáveis. Trata-se de um patógeno secundário, oportunista em situações de manejos e estresse agudo, tais como captura com rede de arrasto, classificação, contagens e transporte; […]

Doenças virais na tilapicultura brasileira – O que teremos pela frente?

Santiago Benites de Pádua 1
0
Doenças virais são responsáveis por grandes prejuízos na aquicultura ao redor do mundo, sendo também motivo de preocupação em todas as atividades de criação animal, bem como para a população humana. Nos últimos anos, têm sido descritos agentes virais na tilapicultura asiática, africana e latino-americana, sendo alguns deles associados a grandes impactos para o setor. […]

Critérios para seleção de fornecedores de alevinos

Santiago Benites de Pádua 0
0
A principal forma de disseminação e dispersão de doenças entre diferentes pisciculturas é a partir da introdução de animais portadores de patógenos diversos. A ocorrência de perdas relacionadas à mortalidade, ou diminuição do desempenho produtivo decorrentes de infecções crônicas estabelecidas desde as fases iniciais de criação, certamente dependerá dos fatores de riscos e desafios durante […]

Ictiofitiríase

Santiago Benites de Pádua 0
0
A ictiofitiríase, ou doença dos pontos brancos, é uma doença parasitária causada pelo protozoário ciliado Ichthyophthirius multifiliis, popularmente conhecido como “ictio”. Este patógeno é um velho conhecido de aquariofilistas e criadores de espécies de peixes nativos, especialmente de produtores de alevinos. Embora este patógeno não apresente especificidade parasitária, era notável sua maior incidência em espécies como o pintado, jundiá e peixes redondos.

Piscinodiníase

Santiago Benites de Pádua 0
0
A piscinodiníase, também conhecida como doença do veludo, é uma doença parasitária ocasionada pelo dinoflagelado Piscinoodinium pillulare. Este parasito possui ampla distribuição territorial, cuja ocorrência já tem sido registrada nos principais polos de piscicultura de água doce do Brasil, acometendo principalmente os peixes redondos, tais como o tambaqui, tambatinga e tambacu, bem como matrinxã, piauçu, […]

Estreptococoses na Tilapicultura

Santiago Benites de Pádua 0
0
Atualmente as doenças bacterianas são os principais problemas sanitários que afligem a tilapicultura global, causando impactos econômico, social e ambiental com à ocorrência de surtos de mortalidade. Entre os agentes etiológicos, três espécies de estreptococos se destacam, sendo Streptococcus agalactiae, Streptococcus iniae e Streptococcus dysgalactiae os agentes causadores destas enfermidades. No Brasil, temos a ocorrência […]