Principal Colunas Certificado de origem garante rastreabilidade ao pescado?

Certificado de origem garante rastreabilidade ao pescado?

Certificado de origem garante rastreabilidade ao pescado?
0

Muito tem se falado da importância da rastreabilidade na cadeia produtiva de alimentos. Com o pescado, esta questão passa a ser ainda mais incisiva, pois sua produção depende da água, meio ambiente ligado as questões de preservação/conservação e tão susceptível a contaminação. Portanto o certificado quanto a origem do pescado, passa a ser crucial neste processo!

Ao andar entre as gôndolas de comercialização de produtos alimentícios em algumas redes supermercadistas, tem sido recorrente anúncios publicitários informando que o produto em questão é um produto rastreado. Checando as informações na embalagem, muitas vezes contendo QR CODE para facilitar a consulta, constata-se que o alimento traz informações quanto a sua origem, onde foi produzido. Poderíamos então afirmar que o certificado de origem garantiria rastreabilidade ao pescado?

A rastreabilidade é definida pela União Europeia, como sendo a “capacidade de se detectar a origem de determinado gênero alimentício e refazer o caminho por ele percorrido, bem como o de outros componentes utilizados ao longo das fases de sua produção, transformação e distribuição”.

Um sistema eficaz de rastreamento do pescado envolve todos os elos da cadeia de produção, oferecendo informações quanto à natureza, origem, processos, ingredientes, qualidade, temperatura, entre outros, fornecendo subsídio para que o consumidor possa optar conscientemente no ato da compra. Permite ainda ao produtor/pescador melhorar todo o seu processo por meio da identificação de procedimentos e ingredientes, busca de soluções para possíveis inconformidades etc.

A rastreabilidade não deve ser vista, todavia, como garantia de qualidade para o pescado e seus produtos. Esta ferramenta objetiva identificar e localizar rapidamente produtos para o consumo humano ou animal, ao longo da cadeia produtiva, através de banco de dados documentado, que comprove o histórico do produto, possibilitando nortear a tomada de decisões, podendo ser utilizado como dispositivo de segurança, para melhoria de processos e produtos, bem como para a realização de recall de um determinado lote de produtos se necessário.

O certificado de origem é o elo basal da rastreabilidade, pois trata-se da informação da procedência do pescado, mas é apenas um elo desta cadeia produtiva, dentre tantos outros.

É preciso cautela quando o assunto é mídia e publicidade, precisamos vender verdades e não equívocos, por isso a importância do trabalho em conjunto do setor produtivo, empresários, governo e pesquisadores.

Certificado de origem portanto, não é sinônimo de rastreabilidade, mas trata-se de uma importante informação para ser utilizada num sistema de rastreabilidade.

 

Faça o download e confira o texto completo com todas as ilustrações. Clique aqui