Principal Notícias Terceiro Desafio da F3 foca em carnívoros
0

Terceiro Desafio da F3 foca em carnívoros

Terceiro Desafio da F3 foca em carnívoros
0

O terceiro Desafio F3 (alimentação livre de peixe) foi lançado no dia 3 de setembro, com foco em espécies carnívoras, que há muito tempo enfrentam problemas por sua dependência a farinha e óleo de peixe da pesca.

O desafio abordará ingredientes alternativos para duas espécies de cultivo dominantes consumidas na América do Norte: salmão e camarão, que possuem enorme influência no comércio internacional de frutos do mar. A maior dificuldade é garantir o equilíbrio nutricional correto para esses animais, que não contém ingredientes da pesca.

O desafio está aberto a qualquer empresa que possua uma ração sem peixes na composição, para espécies carnívoras nas categorias salmão, camarão e “outros” (truta, esturjão, robalo etc.). A empresa vencedora será a que vender a maior quantidade de ração sem peixes, durante um período de aproximadamente dois anos. O desafio inaugural, que recebeu um prêmio de US$ 201.000, foi ganho pela Guangdong Evergreen Feed Industry Co., Ltd.

A F3 anunciou, em agosto, que três empresas – a Mowi, maior produtora mundial de salmão do Atlântico, a Yuehai Feed Group, com sede na China, e a AlphaFeed – testarão a ração vencedora com os resultados inseridos no banco de dados online da Rede de Inovação em Alimentos (FIN) da F3.

O período de vendas da ração começa em 1 de outubro. O maior problema a ser enfrentado, provavelmente será a escala de produção, e a maioria das alternativas esperadas, como algas, proteínas unicelulares e farinha de insetos, enfrenta a mesma preocupação.

Um dos principais objetivos do Desafio F3 é simplesmente criar um movimento social em torno da disponibilidade e do potencial de alternativas, e fazer com que o mercado peça por isso.

Os vencedores das três categorias da Edição para carnívoros ganharão US$ 35.000, mais os montantes adicionais de outras contribuições. Os patrocinadores atuais incluem o Instituto Antropoceno, The Nature Conservancy e Synbiobeta, entre outros. Os vencedores serão anunciados em um evento do setor, em 2021.

Fonte: Global Aquaculture Alliance