Principal Notícias Sashimi de laboratório

Sashimi de laboratório

Sashimi de laboratório
0

Uma das tendências para 2019, é a carne vegetal que tenta imitar o gosto e consistência da carne. Mas isso está ficando obsoleto, já que empresas estão se dedicando para criar carne de laboratório. A Startup Americana Finless Foods, por exemplo, almeja fazer sushi e sashimi a partir de células de espécies raras, como o atum-rabilho.

A Finless Food, foi criada em 2016, por dois doutores em Bioquímica, possui sede em São Francisco, e tem apoio da IndieBio, aceleradora especializada em biotecnologia, e da New Harvest, ONG que pesquisa soluções para segurança alimentar.

Mike Selden, presidente executivo da empresa, afirma que é possível produzir carne com sabor fresco dentro do laboratório. Ele inspirou-se em técnicas da indústria farmacêutica para isolar células. Selden acredita que a técnica pode garantir o consumo de peixe, se conseguirem aumentar a escala de produção.

Selden diz que criar peixe a partir de células elimina a crueldade, e é mais saudável, uma vez que não afeta a saúde dos oceanos. Além disso, é um alimento extremamente fresco e que possibilita a criação de diversas espécies, mesmo que exóticas.

A técnica consiste em isolar e levantar um inventário das células do peixe, para nutri-las a fim de crescerem indefinidamente. Se isso acontecer, essas células podem ser refinadas e transformadas em filé.

Eles se depararam com dois desafios: fazer com que as células cresçam indefinidamente e que sejam iguais em termos de qualidade nutricional, com estrutura e textura que as pessoas desejam. Eles desenvolveram os primeiros protótipos, e nos próximos meses planejam lançar rolinhos de sushi e fatias de sashimi no mercado.  Os produtos não são vegetarianos, mas eles acreditam que é uma solução para reduzir a desigualdade e o impacto da pecuária no mundo.

Fonte: Estadão