Principal Notícias Cultivo de Peixes Canadá investe em aquicultura Clean Tech

Canadá investe em aquicultura Clean Tech

Canadá investe em aquicultura Clean Tech
0

O Departamento de Pesca e Oceanos do Canadá (DFO) lançou o Programa de Adoção de Tecnologia Limpa para Pesca e Aquicultura em 2017, com um orçamento de CAN US$ 20 milhões disponibilizados ao longo de quatro anos, para ajudar as indústrias a melhorar seu desempenho ambiental. Até o momento foram empenhados CAN US$ 9,3 milhões.

Com o programa, as empresas do setor na Columbia Britânica, estão atualizando seus equipamentos para tornar seus negócios mais limpos, sustentáveis e eficientes.

O maior subsídio, de CAN US$ 101.817, foi enviado a Sth’oqui Aquaculture Limited Partnership, da Sumas First Nation, que opera uma fazenda de tilápia de 100 toneladas, em Chilliwack. Com o objetivo de instalar um digestor anaeróbico que converte os resíduos da piscicultura em biogás, fertilizantes e água. Assim, conseguiram eliminar a lagoa de decantação utilizada para os resíduos, e será possível elevar a produção, além de uma diminuição dos custos com aquecimento, que será realizado com o biogás.

Já a Manatee Holdings, que é uma fazenda de produção de geoduck, molusco bivalve marinho, recebeu aproximadamente CAN US$ 52.000 para compra de um fotobiorreator automatizado, visando melhorar a eficiência da produção de algas, que são utilizadas na alimentação do molusco. Contribuindo para a diminuição do consumo de energia e redução do número de sacolas plásticas que eram utilizadas no cultivo das algas. O fotobiorreator aumenta a taxa de crescimento das algas em torno de 455%.

Outra beneficiária é a Effingham Oysters in Barkley Sound, que recebeu cerca de CAN US$ 37.313 para instalação de painéis solares e baterias armazenamento de energia. Conseguiram reduzir o custo anual com diesel em dois terços, além de diminuir o risco de vazamento.

Fonte: Global Aquaculture Alliance