Principal Colunas Bombas de calor em Sistemas de Aquicultura

Bombas de calor em Sistemas de Aquicultura

Bombas de calor em Sistemas de Aquicultura
0

Aproveitando a estação do ano, vamos abordar o uso de aquecedores em sistemas de Aquicultura. Dentre as opções disponíveis para o aquecimento da água, tenho priorizado a utilização das bombas de calor. A grande vantagem desses equipamentos é que a grande quantidade de energia de baixa temperatura disponível no ambiente é transferida para um meio de menor superfície com alta temperatura.

O princípio do funcionamento desse equipamento é o mesmo existente nos refrigeradores e aparelhos de ar condicionado. A diferença é o método de utilização. Um refrigerador é usado para remover energia, enquanto uma bomba de calor é utilizada para adicionar energia. No entanto, uma bomba de calor pode ser configurada para aquecer e resfriar simultaneamente, fazendo a função de aquecimento durante o período mais frio e resfriando durante as épocas mais quentes do ano.

Em comparação a uma resistência elétrica, método mais comum utilizado em laboratórios no Brasil, a sua vantagem está no consumo elétrico, que chega a ser 70% inferior ao de uma resistência e também na segurança de operação contra choques elétricos. Aqui vão alguns pontos importantes para o uso desse tipo de aquecedor:

  1. O dimensionamento deve considerar não somente o diferencial de temperatura entre o ambiente externo e o(s) tanque(s), mas também as condições do local de instalação (vento, isolamento térmico, umidade). O aparelho nunca deve ser instalado no mesmo ambiente dos tanques, pois ao aquecer a água, a máquina libera ar frio. O ideal é que a máquina fique ao ar livre, facilitando a troca térmica com o ambiente;
  2. Faça isolamento térmico da linha hidráulica, do ambiente, tanques e o que mais for possível. Quanto menor a perda térmica, menor será o consumo de energia;
  3. Quando ligada, a água deverá sair com uma temperatura de 1 ou 2 graus acima da água de entrada. Isso significa que, no funcionamento inicial, em sistemas de grande volume, pode ser necessário mais de dois dias com o equipamento ligado para atingir a temperatura desejada. Após esse período, a máquina só irá acionar algumas horas por dia para realizar a manutenção da temperatura programada;
  4. A água que entra no trocador de calor deve ser filtrada previamente, isso irá diminuir a incrustação, que diminui a eficiência do aquecedor e a vida útil do equipamento;
  5. Um equipamento de maior capacidade irá fazer com que a temperatura desejada seja alcançada de forma mais rápida;
  6. Quanto à manutenção, ela pode ser feita pelo mesmo técnico de refrigeração que atende aparelhos de ar condicionado. A revisão deve ser periódica. Normalmente, é feita aferição ou reposição do gás refrigerante e checagem de válvulas e termostato;
  7. Por último, a Altamar possui experiência no dimensionamento e fornecimento de bombas de calor com trocador em titânio. Equipamentos com capacidade de realizar aquecimento e resfriamento simultâneo em sistemas de água doce e salgada e em ambientes frios.

Figura 1.Bomba de Calor. No topo os ventiladores e o condensador na lateral.