Principal Colunas RAS Remoção de CO2 em sistemas fechados

Remoção de CO2 em sistemas fechados

Remoção de CO2 em sistemas fechados
0

Em sistemas com alta densidade de estocagem, a demanda de oxigênio pode ser tão alta que os métodos tradicionais como o uso de aeração por bolhas ou aeradores de superfície como os de pá e chafariz não são suficientes ou inviabilizam a manutenção de concentrações exigidas em um espaço confinado. O uso de oxigênio puro diretamente na linha hidráulica passa a ser uma solução capaz de incorporar uma grande quantidade oxigênio e também de diminuir a quantidade de linhas de aeração dentro e ao redor dos tanques de cultivo.

De forma geral, cada kg de ração utilizada, demanda o consumo de 210 g de oxigênio e gera 280 g de CO2. Nos sistemas de produção tradicionais, as trocas de água e agitação da superfície causada pela aeração, acabam por servir também para a remoção do CO2. Nos sistemas de recirculação superintensivos, o excesso de CO2 precisa ser constantemente removido para evitar que a sua concentração atinja níveis altos a ponto de chegar a concentrações tóxicas, que dificultam a respiração dos peixes. Assim, essa remoção do CO2 pode ser feita através da agitação da superfície ou do uso de um desgaseificador.

Em tanques que estejam instalados em um local externo, o uso de aeradores pode ser utilizado para fazer o contato da água com o ar atmosférico e remover o excesso de CO2 para a atmosfera. Se a instalação for feita em um local fechado, pode ser necessário o uso de um desgaseificador.

O desgaseificador é uma coluna elevada onde a água passa por meio de um substrato que irá elevar a superfície de contato entre o ar e a água, removendo o excesso de CO2 da água. Estruturas de produção maiores, podem utilizar desgaseificadores com ventilação forçada,
aumentando a eficiência na remoção de CO2. Em operações em locais fechados, altos níveis de CO2 podem se acumular no ar, sendo necessário a utilização de pontos de ventilação.

A medição da concentração de CO2 na água pode ser feita diretamente através de sensores eletrônicos específicos ou indiretamente, pelo pH, que está sujeito a erros devido a presença de outras substâncias na água.

remocao-de-co2-em-sistemas-fechados
Figura 1. Ilustração de uma torre de desgaseificação de CO2. Adaptado de Summerfelt et al. 2000.


Figura 2. Ilustração de uma torre de desgaseificação de CO2. Pentair Aquatic Eco Systems.