Raio-X

Raio-X
0

Há algum tempo se fala sobre a deficiência da aquicultura brasileira em relação a seus números, pois estes nunca foram confiáveis e pouco nos víamos à vontade para falar que realmente representavam nosso setor. Muitas foram as palestras ao redor do Brasil em que grandes autoridades em peixes, camarões, moluscos, etc. citavam a estatística disponível e logo após diziam: “Não sei se este número nos representa”.

Planejar sem ter conhecimento exato do que aconteceu é praticamente impossível em qualquer instância, seja em um país, em uma empresa ou até mesmo no ambiente familiar. Portanto, nós aquicultores, sempre lutamos e cobramos dos representantes públicos a tão sonhada “estatística confiável”.

Uma vez não vendo movimento concreto para este delineamento pelo setor público, eis que surge a ideia dentro do próprio setor para gerar seus próprios números, assim como já faziam os criadores de camarão. Nasce então a estatística da Peixe BR – Associação Brasileira de Piscicultura.

Com a segunda edição do “Anuário Peixe BR da Piscicultura”, mesmo apresentando alguns problemas em sua metodologia, a associação mostra para a sociedade brasileira o número mais aproximado que o Brasil já teve de sua cadeia de piscicultura, um verdadeiro Raio – X.

A Peixe BR então, em seu processo de consolidação como grande entidade representativa da piscicultura brasileira, traz a informação para toda a sociedade brasileira e mundial a respeito de nossas ações, premia os piscicultores com os excelentes números publicados e ainda presenteia o poder público, dando-lhes as bases para as tomadas de decisão e construção das políticas públicas setoriais.

Sermos o quarto maior produtor mundial de tilápia é realmente um prêmio, vemos no rosto de todos aqueles que derramam seu suor em cima de escamas, um sorriso sincero quando se deparam com a capa do anuário e vibram com a informação.

Uma atividade que produziu mais de 690 toneladas de peixe no ano de 2017, que cresceu mais de 8% neste último ano e que vem fazendo com que o brasileiro tenha a possibilidade de consumir mais esta proteína de alta qualidade, merece o respeito de todos os brasileiros.

Sabendo que ainda temos muito por fazer devemos neste momento coroar a Peixe BR por seu trabalho e ainda nos empenhar cada vez mais para que todo o setor da piscicultura brasileira esteja junto com ela. Uma associação forte faz a diferença e traz forças aos produtores, indústrias e todos os envolvidos com a produção de peixes em aquicultura. Parabéns Peixe BR e todos que fizeram acontecer o segundo anuário, vocês detonaram!