Principal Notícias Cultivo de Peixes Governo Federal vai incentivar aquicultura no Sertão do São Francisco

Governo Federal vai incentivar aquicultura no Sertão do São Francisco

Governo Federal vai incentivar aquicultura no Sertão do São Francisco
0

Resultado da articulação do senador Fernando Bezerra Coelho (PMDB-PE) junto a diferentes órgãos do governo federal, a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) garantiu a liberação de R$ 1 milhão para o desenvolvimento da aquicultura no Sertão do São Francisco. Os recursos foram assegurados no último dia 8 de dezembro pelo órgão, e serão transferidos à Superintendência da Codevasf naquela região e destinados à produção de peixes em reservatórios hídricos, ao repovoamento do Velho Chico com espécies nativas e também à criação de camarão nos municípios pernambucanos de Petrolina, Cabrobó e Petrolândia.

“Nosso objetivo é expandir a atividade econômica na região por meio de uma estruturada cadeia produtiva que fortaleça a aquicultura sustentável e assegure sustento aos criadores como também a geração de mais empregos e renda à população”, destaca o vice-líder do governo no Senado, que atuou junto à presidência da Codevasf e aos ministérios da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (Mdic).

De acordo com Fernando Bezerra, os recursos serão utilizados para financiar a criação de alevinos, a manutenção de peixes e outras espécies nos reservatórios e, ainda, em pesquisas para o desenvolvimento de tecnologias, capacitação de pessoal, assessoria técnica e fornecimento de insumos à produção.

Conforme explica o superintendente da Codevasf em Petrolina, Aurivalter Cordeiro, as atividades serão coordenadas pelo Centro Integrado de Recursos Pesqueiros e Aquicultura de Bebedouro. O Centro ficará responsável pela produção de alevinos que são doados para o repovoamento dos reservatórios e do Rio São Francisco (com espécies nativas em extinção).

A produção de camarão será desenvolvida nas três unidades de Observação e Demonstração localizadas em Petrolina, Cabrobó e Petrolândia. “Estas unidades também farão pesquisas para a identificação das espécies aquícolas presentes na região”, observa Cordeiro.

Segundo o superintendente regional, parte dos recursos será investida na compra de rações para a alimentação das matrizes e dos alevinos mantidos nas Unidades de Observação e Demonstração. “Como também das espécies criadas nos tanques-redes acompanhados pela Codevasf”, completa Aurivalter Cordeiro.

A fonte é do próprio Blog do Deputado Fernando Bezerra.

Imagem © Divulgação Codevasf