Principal Notícias Inovação Cultivo de esturjão e os ovos de ouro

Cultivo de esturjão e os ovos de ouro

Cultivo de esturjão e os ovos de ouro
0

De onde vem o famoso caviar? Há quem pense que caviar é um peixe ou mesmo um produto industrializado, mas a denominação “caviar” apenas pode designar as ovas não fertilizadas de fêmeas do esturjão. O preço?  pode chegar a R$10 mil o quilo.

Um país que vem se destacando nesta produção é o nosso vizinho, Uruguai! É de lá que sai a maior produção de caviar da América Latina. Os ancestrais foram trazidos da Rússia em um projeto iniciado há duas décadas.

A empresa, chamada Black River Caviar está localizada no Rio Negro, próximo à represa de Baygorria, a 266 Km da capital Montevidéu. Foi criada em 1996, e é considerada uma das pioneiras na produção de caviar da América do Sul. Os esturjões são criados em águas com temperatura média de 27ºC e a própria Rússia, grande produtora, assim como a China e o Japão, acabam importando caviar do Uruguai.

De todos os processos da aquicultura, o cultivo de esturjões para extração de caviar é um dos mais complexos. Antes de serem abatidas, as fêmeas são anestesiadas, onde são avaliadas isoladamente cada ova. Cada esturjão tem um chip instalado embaixo da pele, cuja finalidade é acompanhar a evolução do peso e tamanho do animal, bem como outras informações técnicas.

Durante o ciclo de produção, os esturjões são isolados e transferidos para tanques especializados em cada fase. A reprodução é artificial e depois da cirurgia para extração do ovário com os óvulos (o caviar) os esturjões são vendidos para o mercado de peixes.

Entre os meses de abate, junho, julho e agosto, os peixes passam pela rotina de pesagem, transferência para diversos tanques, colheita de pesagem de amostras das ovas e separação final, que acontece duas vezes por semana.

A produção de esturjões é um investimento de longo prazo, cujo sucesso envolve um conjunto de técnicas de reprodução artificial com ovas fertilizadas na própria fazenda, bem como oriundas da Rússia e da Alemanha.

Na fazenda Black River Caviar são cultivados esturjões que produzem os caviares dos tipos ossetra, siberiano e, mais recentemente, o beluga (o mais caro de todos) e o sevruga. Vale destacar que o caviar Black River tem certificações de sustentabilidade, uma vez que utiliza método indolor de abate – os animais são anestesiados antes – e por utilizarem uma produção considerada sustentável – através de técnicas artesanais e com o uso de tecnologia.

Ficou interessado? Acesse o portal da empresa, Black River Caviar, e saiba mais sobre a criação de esturjão!

Ou leia mais clicando AQUI!