Principal Colunas Aquicultura de Precisão Falta de Energia Elétrica

Falta de Energia Elétrica

Falta de Energia Elétrica
0

Estava escrevendo a coluna desta edição quando meu celular tocou. Era o sistema remoto de alarme de falta de energia elétrica no Laboratório de Piscicultura Marinha. Em outros tempos o pânico começava só em pensar na parada dos filtros e bombas e da morte dos peixes. Aliado a perder os experimentos científicos e justificar o ocorrido às agências financiadoras de pesquisa!!! Então, corria até o laboratório, ligava um pequeno gerador manual e começava a oração para a energia voltar…

Já com os poucos cabelos que me restaram ficando brancos, resolvemos reduzir nosso sofrimento. Investimos em um sistema automatizado, que faz o gerador entrar automaticamente solucionando a falta de energia elétrica e ainda lembra de telefonar a pelo menos cinco pessoas avisando do problema. Paralelamente toda quinta-feira o sistema simula uma falta de energia elétrica e executa a rotina, visando evitar falhas de procedimento.

Isto nos faz refletir em como a aquicultura de precisão é dependente de energia elétrica.

Pensem em quantos equipamentos vocês utilizam diariamente em seus empreendimentos e quantas vezes já ouviram estórias de mortalidade de organismos aquáticos por falta de energia elétrica. Ciente desta dependência, quantos de nós investiram em geradores de energia e sistemas automatizados para ampliar a segurança na aquicultura?

Acompanhando o noticiário e fácil ouvirmos de apagões, faltas generalizadas de energia elétrica e a demora no restabelecimento da mesma. Por outro lado, não são poucos os casos de acidentes com energia elétrica resultantes da velha prática do “faça você mesmo”. Então deixo um bom conselho: se pretendem criar organismos aquáticos (principalmente os de água salgada), antes de pensar em comprar mais uma bomba, ou um super filtro, ou em construir um novo tanque, pensem em adquirir um sistema auxiliar para energia elétrica, preferencialmente automatizado e com a garantia de uma empresa idônea e que forneça instalação, manutenção e assistência técnica.

Posso dizer a vocês, com muita experiência, que agora uma tempestade associada a ventanias não me tira mais o sono e nem me faz ir, em plena madrugada, debaixo de chuva, ao laboratório ligar um gerador (isto quando ele resolvia ligar, afinal gerador é uma máquina temperamental…). Tecnologia a serviço da aquicultura!!!

tags: