Principal Notícias Cultivo de Peixes Startup – Upfish – da Unicamp vence etapa brasileira da Imagine Cup

Startup – Upfish – da Unicamp vence etapa brasileira da Imagine Cup

Startup – Upfish – da Unicamp vence etapa brasileira da Imagine Cup
0

A equipe da UpFish, startup criada em uma parceria entre estudantes da Faculdade de Engenharia Mecânica (FEM) da Unicamp e do Bacharelado em Neurociência da Universidade Federal do ABC, foi uma das vencedoras da etapa brasileira da Imagine Cup. A competição, promovida anualmente pela Microsoft, é uma das maiores do mundo no campo da inovação em tecnologia. As duas equipes finalistas no Brasil, selecionadas entre 199 competidoras, participarão da etapa global da competição que acontecerá na sede da Microsoft, em Seattle, EUA, entre os dias 23 e 26 de julho. O vencedor da etapa global da Imagine Cup ganhará 100 mil dólares e treinamento com Satya Nadella, CEO da empresa.

A UpFish atua setor do agronegócio, no mercado de aquicultura (o cultivo de peixes, camarões e outros organismos aquáticos para o consumo humano). Segundo um de seus idealizadores, Alfredo Cavalcante Neto, estudante do último ano de Engenharia de Controle e Automação da FEM, esse é o mercado de proteína animal que mais cresce no planeta, por usar um espaço produtivo reduzido, emitir menos gás carbônico e usar menos água. Contudo, ele explica que a criação do ambiente ideal para esse cultivo exige soluções tecnológicas avançadas, das quais a America Latina ainda está carente. “A missão da UpFish é empoderar o produtor rural através da tecnologia”, afirma Cavalcante.

O produto, ainda em fase de desenvolvimento, é composto por um hardware e um software, que funcionarão em três etapas. “Primeiro os sensores do equipamento são colocados na água; em seguida os dados são enviados para a nuvem e processados em nosso software; e então, com base nas nossas análises, o produtor é auxiliado a corrigir a qualidade da água”, explica Cavalcante. “As técnicas que nós usamos permitem uma otimização do uso de ração e queda na taxa de mortalidade, gerando uma economia em todo custo operacional numa faixa de 15 a 35%”, afirma

Fonte: Portal Unicamp