Principal Colunas Pense pequeno, pense grande, pense correto

Pense pequeno, pense grande, pense correto

Pense pequeno, pense grande, pense correto
0

O ciclo de vida dos organismos aquáticos é um fator importante para se determinar a demanda e as exigências nutricionais, que variam conforme a etapa (larval, juvenil, adulta) em que o organismo se encontra. Geralmente, nas fases mais jovens a demanda nutricional é maior, diminuindo conforme os organismos crescem. Isso ocorre porque nas fases juvenis as rápidas taxas de crescimento demandam mais nutrientes, enquanto que nas fases adultas o crescimento é reduzido e, neste caso, a demanda nutricional atende basicamente a manutenção e o reparo de tecidos desgastados durante os processos fisiológicos normais.

Para auxiliar o processo de determinação da demanda e das exigências nutricionais (principalmente de proteínas e de aminoácidos), utiliza-se uma abordagem que, embora antiga, é ainda bastante usada: a análise centesimal ou proximal do organismo inteiro. Em termos proteicos, esse processo é denominado conceito de proteína ideal, consistindo em que a “biomímica” do balanceamento de aminoácidos encontrados no organismo atenderá às exigências do mesmo para os processos de manutenção e crescimento. Em outras palavras, se formularmos uma ração com base no nível de proteína e no balanço de aminoácidos encontrados no organismo, essa ração provavelmente atenderá à demanda proteica e às exigências de aminoácidos do mesmo. Para melhor ilustrar essas informações, a Figura 1 mostra a composição proximal e a demanda proteica do Salmão do Atlântico nos diferentes estágios do ciclo de vida. Assim, é possível perceber que nas fases iniciais o Salmão contém alto teor de proteína e também exige elevado nível proteico (50%), enquanto que na fase adulta contém menor teor de proteína, exigindo, portanto, menos nas dietas (40%). Vale ressaltar também que, conforme o Salmão cresce, ocorre um aumento no acúmulo de gordura (algo típico desta espécie), sendo que sua rica composição em lipídio na fase adulta torna a espécie indicada como fonte saudável de ácidos graxos ômega 3.

Figura 1. Composição proximal e mínima exigência proteica do Salmão do Atlântico nos diferentes estágios do ciclo de vida.
Composição proximal e mínima exigência proteica do Salmão do Atlântico nos diferentes estágios do ciclo de vida, Aquaculture Brasil

* PB – Valor mínimo de proteína bruta exigido pelo organismo.

Outro ponto importante a ressaltar é que, durante o período de maturação sexual, as exigências nutricionais aumentam para garantir uma desova de qualidade. Por esse motivo, existem rações formuladas especificamente para reprodutores e também uma grande variedade de suplementos nutricionais para satisfazer as elevadas exigências durante esse período e assim garantir o sucesso reprodutivo.

Vários fatores influenciam a demanda e as exigências nutricionais, como ontogenia da espécie, sazonalidade, maturação sexual e tamanho corporal. Peixes mais jovens, consequentemente menores, possuem elevadas taxas metabólicas, maior gasto energético, elevadas taxas de arraçoamento (cerca de 5% do peso corporal) e maior demanda de manutenção em comparação aos peixes maiores. Este conceito é baseado no metabolismo do tamanho corporal, que relaciona a área de superfície com a massa corporal; peixes menores apresentam maior área de superfície e massa reduzida e assim, para manter as exigências fisiológicas, apresentam taxas metabólicas mais elevadas do que peixes maiores. Por outro lado, peixes maiores apresentam menor área de superfície e elevada massa corporal, dessa forma apresentando baixas taxas metabólicas para satisfazer as demandas energéticas. Com relação às maiores taxas metabólicas, há uma maior demanda nutricional, especialmente de proteína, com o objetivo de atender a demanda fisiológica para manutenção, desenvolvimento e crescimento.

Pense pequeno, pense grande, pense correto, Aquaculture Brasil

O intuito desse artigo foi o de explicar que a demanda e as exigências nutricionais variam conforme o estágio do ciclo de vida do organismo e ressaltar a importância de se ofertar rações com níveis de nutrientes adequados às diferentes fases de criação. Assim, utiliza-se uma ração de berçário rica em proteína e uma ração de final da engorda com níveis menores. Por fim, a mensagem fundamental é: “Pense corretamente quando for escolher a ração adequada para sua fazenda, considerando a espécie em questão e as fases de criação”.

Referências:
FAO 2016. Atlantic Salmon nutritional requirements in Species Profile, FAO
– Shearer, K.D., Asgard, T., Andorsdottir, G., Aas, G.H. 1994. Whole body elemental and proximate composition of Altantic salmon (Salmo salar) during the life cycle. Journal of Fish Biology, 44, 785-797.
– Trushenski, J.T. 2014. Nutritional physiology and metabolism in: Fish Nutrition class. Southern Illinois University Carbondale.